Inicial / Economia / Se o dólar continuar subindo jornada semanal terá que aumentar

Se o dólar continuar subindo jornada semanal terá que aumentar

As tradicionais 44 horas semanais de jornada de trabalho parecem estar ameaçadas devido ao aumento da inflação provocado pela subida da cotação do dólar. Hoje, os trabalhadores do Brasil que executam suas fuções de segunda a sexta trabalham em torno de 8:48 para atingir o total de 44 horas semanais. O aumento da cotação do dólar além de propulsionar o crescimento da inflação eleva o custo de produtos importados, especialmente produtos eletrônicos, aonde se inclui máquinas de grande portes para indústrias. Mesmo aumentando poucos centavos a diferença é grande quando são importados equipamentos da casa de milhares ou milhões de dólares.

Segundo especialistas, este aumento de custos tornará os produtos mais caros para o consumidor final o que também colabora para aumento da inflação. Uma das saídas para evitar o aumento dos custos e da própria inflação seria aumentar a jornada de trabalho. Dessa forma o trabalhador passaria de 8:48 diárias para 9:30 ou até mesmo 10 horas diárias de trabalho. Outras soluções gerariam aumento da taxa de inflação ou teriam que reduzir o salário dos trabalhadores.

Todos os sindicatos de trabalhadores se manifestaram contra qualquer hipótese de aumento da jornada de trabalho, segundo eles, o Brasil deixa de crescer justamente pela carga atual estar exageradamente alta. A pergunta que fica é se os trabalhadores estarão dispostos a se sacrificar com meia hora ou até uma hora a mais de trabalho por dia para evitar o aumento da inflação.

Sobre Redação

Deixe uma resposta